segunda-feira, 30 de maio de 2011

OS OLHOS


Meu trabalho é expressão da maneira como enxergo, alguns trabalhos um pouco mais antigos são visíveis as formas tortas com cores fortes, tudo isso em função de uma limitação. Após um período longo de adaptação, tenho tentado transformar essa deficiência em uma marca, um estilo. Tenho um pacto com as cores, uma relação que me ajuda mesmo com dificuldade a dá formas e representar tudo como vejo da minha janela, os olhos.





Os olhos podem revelar aquilo que está na alma. Saber falar com o olhar; atender a um olhar é tão difícil que talvez uma vida não bastasse, dada a sua complexidade. É um meio difícil, porém, eficaz de entender o coração.




Os olhos, ao contrario da boca, é incapaz de mentir, ou de omitir os sentimentos, jamais se perdem em vãs explicações, são sempre objetivos e fazem tudo para dizer o que alma está sentindo, contudo, quase sempre não conseguimos compreende-los.


Fácil é olhar para os outros e dizer o que pensamos. Difícil é olhar para dentro de nós mesmos e admitirmos o que sentimos. Pobre de nós homens, que desconhecemos os nossos próprios sentimentos, não nos conhecemos.

2 comentários:

  1. O segundo de cima para baixo está disponível?

    Manoel Neto

    ResponderExcluir
  2. E o primeiro?

    Manoel Neto

    ResponderExcluir